Testes Moto2: Oliveira o mais rápido

209
Miguel Oliveira, Jerez

Terminaram hoje no circuito de Jerez de la Frontera dois dias de testes privados em que participaram algumas equipas de Moto2, num total de 25 pilotos presentes. No final seria Miguel Oliveira a registar o melhor tempo, batendo o tempo de Francesco Bagnaia, que tinha sido o mais rápido do primeiro dia.

Miguel Oliveira com novo look

Depois de ter cumprido 76 voltas no primeiro dia, Miguel Oliveira cumpriu mais 69 no segundo, testando, tal como o seu companheiro de equipa Brad Binder, novos chassis, braço oscilante e suspensões, conseguindo o piloto português baixar cerca de 0,8 s do primeiro para o segundo dia.
Ao rodar a sua melhor volta nestes testes em 1’41.518, Miguel Oliveira rodou mais rápido do que no passado GP de Espanha realizado neste circuito no primeiro fim-de-semana de Maio, quando qualificou com 1’42.409 e fez a sua melhor volta em corrida em 1’43.396, ficando bem abaixo do tempo recorde da pole registado por Álex Marquez no GP de Espanha (1’42.080).
«Tivemos dois dias muito positivos aqui em Jerez», explicou Miguel Oliveira. «Conseguimos trabalhar na afinação da moto assim como com as novas suspensões, novo quadro e novo braço oscilante. Estamos a tentar tirar conclusões para melhorar a moto durante a pausa de Inverno. Fomos rápidos e senti-me muito confortável, embora ainda tenhamos margem para melhorar, por isso foi muito positivo».
Muitos outros pilotos aproveitaram o bom tempo para trabalhar ao longo dos dois dias em Jerez, e para além de Miguel Oliveira, outros quatro pilotos rodaram abaixo do tempo da pole position conseguida por Alex Marquez em Maio. Foram eles Francesco Bagnaia, o próprio Alex Marquez, ainda Brad Binder, Mattia Pasini e também Danny Kent, aos comandos da Speed Up com que marcará o seu regresso em 2018.
Foi também a estreia do campeão do Mundo de Moto3, Joan Mir, aos comandos da Kalex da Marc VDS Estrella Galicia e também de Romano Fenati, com Kalex da Marinelli Rivacold. Mir foi mais rápido do que o italiano, terminando em 16.º, a 1.223 de Oliveira, enquanto que Fenati foi 23.º, a 1.672 s do piloto português.
Para além dos pilotos de Moto2, estiveram presentes alguns pilotos de Moto3. Destes, Aron Canet foi mais rápido, na frente de Tony Arbolino – agora com a Honda da Marinelli Rivacold -, e Dennis Foggia. Esta foi a primeira oportunidade para os irmãos Deniz e Can Öncü rodarem com as KTM da Ajo Motorsport que vão usar na próxima temporada do Mundial de Moto Junior.
Em pista esteve ainda Eskil Suter, aos comandos da sua MMX 500, o que deixou os mais ‘maduros’ do paddock com uma lágrima no canto do olho depois de ouvir o grito do V4 a dois tempos de 576 cc.
Miguel Oliveira, Brad Binder e outros pilotos de Moto2 regressarão à pista já nos dias 20 e 21, em Valência, para os últimos testes privados antes do início da época de defeso obrigatório, até ao final de Janeiro.

Tempos do primeiro dia aqui e do segundo aqui.