Road Racing: McGuinness assina pela Norton

Depois de recear ter que terminar a sua carreira devido a lesão, John McGuinness estará aos comandos de uma Norton no próximo TT da Ilha de Man, onde já venceu 23 vezes.

221
John McGuinness estará aos comandos de uma Norton no TT da Ilha de Man

O rumor já corria há algum tempo (ver aqui) e hoje foi confirmado oficialmente: John McGuinness assinou pela Norton para o TT da Ilha de Man de 2018 nas corridas de Superbike e Senior TT.

O piloto britânico tinha a sua carreira na corda bamba desde a última Primavera depois de ter sofrido um grave acidente nos treinos para a North West 200, em Maio de 2017, o inglês seria ainda sido dispensado pela Honda.

Ainda a recuperar das lesões nas vértebras, costelas e perna direita, McGuinness parecia destinado a colocar um ponto final na sua carreira mas, aos 45 anos de idade, acaba de ser contratado pela Norton.

A marca britânica ontem tinha anunciado ontem a contratação de outro piloto, Josh Brookes. O australiano e McGuinness serão assim companheiros de equipa na lendária marca de Birmingham.

Pronto para o desafio

«Não queria terminar a minha carreira devido a uma lesão, mas a verdade é que eu não sabia se poderia voltar porque também não sabia se estaria em forma», explica McGuinness, que subiu 46 vezes ao pódio na Ilha de Man, incluíndo 23 vitórias. «Neste momento as coisas estão a correr bem. Sinto-me muito mais em forma e a minha cabeça está engrenada e pronta a arrancar. O plano é retirar o fixador externo da perna no final deste mês e, depois disso, podemos trabalhar para preparar a moto e testar», diz o inglês.

Apesar de há meia década ter passado os 40, McGuinness mantém o entusiasmo: «Estou decididamente pronto para uma mudança de fabricante. Precisava duma injecção de entusiasmo e descobri-o na Norton. Desde a primeira vez que me encontrei com o Stuart [Garner] as boas vibrações e a paixão estavão lá. Vi o Steve Hislop vencer o TT com a Norton em 1992 e foi massivo. Toda a gente se lembra disso! Não nos podemos entusiasmar muito, vai ser um trabalho difícil, mas vi mutos videos no Youtube da moto em acção, vi a moto em pista no ano passado e é claramente uma moto rápida e capaz, e posso dizer que há motos menos maneáveis por aí, por isso não há razão para que não o consigamos se as estrelas se alinharem», conclui o piloto que detém o recorde da Ilha de Man em motos eléctricas, estabelecido no TT Zero de 2015.

John McGuinness e Stuart Garner, CEO da Norton

Boss entusiasmado

Stuart Garner, actual CEO da Norton depois de ter adquirido os direitos da marca em 2008, partilha o entusiasmo: «Estamos em conversações com o John há um ano, ou mais, ele tem talento. Ele é o homem do TT com toda a sua experiência, resultados e pedigree. Nós temos a ambição de vencer o TT e por isso queremos desenvolver uma equipa realmente forte para os próximos anos. Tínhamos o John debaixo de olho há muito tempo», diz Garner.

O patrão da Norton reconhece a dimensão de McGuinness também no que diz respeito ao desenvolvimento da Norton SG7, a versão de competição da desportiva V4RR da marca agora sediada em Donington: «Ter o John na equipa Norton com a sua experiência e conhecimento é fabuloso. A Norton vai aproveitar esta oportunidade para envolver o John em todos os aspectos da moto – ele é uma grande mais-valia para a Norton. Toda a gente na fábrica está excitada, é muito especial. Estamos todos ansiosos pelo TT, mas não estabelecemos quaisquer objectivos e não assumimos nada como garantido. Juntar o John McGuinness e a Norton é uma equipa de sonho, mas todos sabemos que os resultados no TT custam muito a alcançar, independentemente do nome.»