Mundial de Superbike: dobradinha de Melandri

O circuito de Phillip Island recebeu a primeira ronda do Mundial de Superbike, com Marco Melandri a conseguir a vitória em ambas as mangas.

175
Marco Melandri ganhou as duas mangas

Marco Melandri venceu as duas mangas da primeira ronda do Mundial de Superbike, que se realizou este fim-de-semana na Austrália.

O piloto italiano bateu Chaz Davies e Tom Sykes na primeira manga para vencer com 1,180 s de vantagem. Com Melandri subiram ao primeiro pódio do ano precisamente Sykes – detentor da pole position – e Davies, por esta ordem.

Jonathan Rea, campeão do mundo em título, saiu da segunda linha da grelha de partida, e rodou grande parte da corrida em 2.º. Porém, nas últimas voltas começou a sofrer com problemas no pneu traseiro. O britânico da Kawasaki teve que abrandar o ritmo e contentar-se com o 6.º lugar final.

Problemas de pneus na primeira ronda do Mundial de Superbike

Rea não foi o único com problemas de pneus. Foram várias as queixas no final da primeira manga e Yonny Hernandez alegadamente caiu porque o seu pneu traseiro rebentou. Uma decisão semelhante já tinha ocorrido neste circuito em MotoGP, em 2013.

Por isso as equipas solicitaram uma reunião com a direcção de corrida que decidiu estabelecer uma paragem obrigatória na segunda manga, entre a 10.ª e a 12.ª voltas, para os pilotos trocarem o pneu traseiro.

Numa segunda manga que teve vários pilotos a passarem pela liderança, seria Marco Melandri mais uma vez a impor-se, mas desta vez a ter que lutar com Jonathan Rea e Xavi Forés até ao final.

«Foi uma corrida louca», disse Melandri no final, que ao conquistar a sua 21.ª vitória igualou Max Max Biaggi, na 12.ª posição da lista dos pilotos mais vitoriosos em SBK. «A troca de pneu fez com que fosse impossível delinear uma estratégia, já que muitos pilotos conseguiam ser rápidos durante 10 voltas. Foi uma grande luta, com muitas manobras agressivas. Ainda tentámos poupar os pneus na segunda parte da corrida, e nas últimas cinco voltas encontrámos o nosso ritmo. No final, foi difícil passar o Rea sob travagem, por isso decidi focar-me no sprint final e apanhar a aspiração na última curva, onde éramos particularmente rápidos, e o pano funcionou. Estou super-contente e ansioso por Buriram.»

Chaz Davies caiu quando estava na liderança e Sykes terminou em 4.º, na frente de Lowes e Camier.

Melandri arranca o ano no comando do campeonato, com Sykes e Rea nas posições seguintes.

Supersport: Lucas Mahias defende título

Na categoria se Supersport foi o campeão mundial em título quem iniciou da melhor maneira a defesa da coroa: Lucas Mahias saiu da pole position para conseguir s primeira vitória do ano.

Também a corrida de Supersport esteve sujeira a uma paragem obrigatória para trocar o pneu traseiro, mas no caso das 600 o drama começou mais cedo: logo após as três primeiras voltas uma queda originou a interrupção prematura da corrida. Após o segunod arranque, a corrida teve apenas 9 voltas, e foi Lucas Mahias quem venceu o sprint, batendo Randy Krummenacher e Sandro Cortese. Com Federico Caricasulo no 4.º lugar, a Yamaha dominou ao ocupar as quatro primeiras posições da ronda inaugural.

Kenan Sofuoglu caiu nos treinos, a mais de 250 km/h devido a um problema no pneu traseiro, mas não sofreu qualquer lesão grave. Depois de ter lutado pelos lugares do pódio nas primeiras voltas, o turco começou a sentir algumas vibrações na sua moto e decidiu cortar gás para garantir que o acidente de sábado de manhã não se repetia eque terminava a corrida, o que fez em 13.º.

Resultados completos aqui.