Mundial de SBK: Rea vence em Aragão

Jonathan Rea venceu a primeira corrida do fim-de-semana no Motorland Aragón.

78
World SBK Aragón

A primeira manga do Mundial de SBK realizada hoje no Motorland Aragón, em Aragão, teve Jonatha Rea como vencedor. Com a vitória o piloto da Kawasaki aumentou a sua vantagem na liderança do campeonato. Apesar do dia cinzento, ao contrário de sexta-feira, a chuva não chegou a aparecer, mas manteve-se a baixa temperatura.

A corrida foi inicialmente interrompida pela bandeira vermelha, devido à queda conjunta de Lorenzo Savadori, Jordi Torres e Leon Camier. O piloto britânico sofreu um trauma torácico, com fractura das costelas 9, 10 e 11 do lado esquerdo e contusão pulmonar.

Rea (quase) sempre na frente

Depois de uma nova partida, Jonathan Rea liderou grande parte da corrida, perdendo apenas ocasionalmente a primeira posição. Alex Lowes chegou a liderar durante apenas, e Xavi Forés liderou três, até ser passado de novo por Rea.

O piloto da Kawasaki alcançou a sua segunda vitória do ano. «As condições da pista estavam perfeitas para nós. Os pneus funcionaram bem nestas condições climatéricas. Consegui encontrar um bom ritmo e estava confiante, especialmente no final da corrida, quando sabia que podia estar forte. Vi esta corrida como uma boa possibilidade logo desde o início. Pensei que todas as cartas estavam do nosso lado, por isso tentei apenas ser limpo. Cometi alguns pequenos erros. Quando o Xavi Forés passou por mim, tentei perceber onde  estava mais forte, e depois melhorar», disse Jonathan Rea.

World SBK Aragón
Jonathan Rea venceu a primeira manga

Chaz Davies conseguiu o segundo lugar, mas teve que trabalhar bastante para o conseguir. Depois de ter caído na qualificação, Davies não foi além de 11.º na grelha de partida. Fez um bom arranque e recuperou vários lugares logo na primeira volta; quando chegou ao quarto lugar, os três primeiros já tinham uma pequena vantagem. O britânico da Ducati baixou a cabeça, concentrou-se, acabando por apanhar Xavi Forés, Marco Melandri e Jonathan Rea, que entretanto descolou na frente.

World SBK Aragón
Chaz Davies recuperou para terminar no pódio, Marco Melandri teve trajecto inverso

Começou então uma interessante luta entre três Ducati vermelhas e no final Davies conseguiu garantir o segundo lugar. «Foi uma boa corrida. Começar de 11.º não é o ideal, mas fiz duas boas partidas e levei algum tempo até a corrida vir ter comigo. No final apenas comecei a pressionar um pouco e aproximei-me do Marco e do Xavi. Estava com dificuldades em encontrar uma oportunidade, mas consegui no final. Foi uma batalha divertida na última volta. Não me sentia a 100% com a moto hoje, mas aprendi muito», explicou Davies.

Mais um pódio para Forés

Xavi Forés tinha esperança de chegar à vitória em casa, mas fechou o pódio em Aragão. «Foi uma corrida fantástica, com boas lutas», disse o espanhol no final. «Tive algumas dificuldades, especialmente nas últimas quatro voltas, o pneu perdeu aderência e patinava bastante. Foi uma boa luta pelo segundo lugar. Quando o Davies me passou não consegui defender-me. Mas é um bom resultado, especialmente depois do mau dia de ontem com a moto, e este pódio é importante para o campeonato.»

World SBK Aragón
Xavi Forés chegou a liderar

Fora do pódio ficou Marco Melandri. O piloto conquistou a pole position e nem arrancou mal. Esteve quase sempre na luta pelo pódio, mas já no final da corrida sofreu uma saída de pista no final da recta da meta. Com esse erro ficou fora da luta. Apesar de na sexta-feira ter dito que tinha resolvido os problemas de estabilidade da sua Ducati, foi esse problema que o fez sair de pista: «Cada vez que passava a linha com o Forés a moto mexia-se um pouco, e eu não conseguia pará-la. Tive uma grande abanadela à saída da última curva na penúltima volta, que me penalizou na travagem para a curva 1», explicou o italiano.

Quem chegou a liderar a corrida foi Alex Lowes, mas viria a terminar em sétimo, atrás de Michael van der Mark e Tom Sykes. Lowes queixou-se no final de chattering depois das primeiras voltas, que o forçou a abrandar o ritmo e o impediu de pilotar a Yamaha como queria.

World SBK Aragón
Alex Lowes chegou a comandar, mas teve problemas de chattering e escorregou na classificação; Michael van der Mark terminou em 5.º

Todas as classificações de Aragão aqui.