MotoE: revelada moto e patrocinador principal

Foi anunciada em Roma a parceria entre a Dorna e a Enel para a Taça do Mundo de MotoE.

177

Foi revelada hoje em Roma a Energica que será usada Taça do Mundo MotoE que terá início em 2019. A Enel será o patrocinador principal desta competição de motos eléctricas, dando nome ao campeonato.

A Energica chegou ao palco da Officine Farneto em Roma com Loris Capirossi aos comandos e já com as cores da Enel, que para além de dar nome ao campeonato, será uma importante parceira técnica, não só fornecendo os carregadores rápidos para as baterias das motos, como trabalhará com a Dorna para aumentar a utilização de energias renováveis no paddock do Mundial de Velocidade.

Energias renováveis no paddock

A Enel já tem experiência em competição, sendo parceira da Fórmula E desde 2016. Para a MotoE a Enel está a desenvolver um sistema de carregamento rápido que permite recarregar totalmente as baterias das motos em 30 minutos, e toda a energia para este campeonato será produzida localmente pelos sistemas fotovoltaicos portáteis da empresa, que providenciará ainda outros serviços e pessoal especializado.

A cerimónia contou com a presença de Vito Ippolito, presidente da Federação Internacional de Motociclismo, Carmelo Ezpeleta, Administrador Delegado da Dorna Sports e Francesco Starace, Administrador Delegado e Directo Geral do Grupo Enel.

«A FIM iniciou um programa de sustentabilidade há 25 anos. Consideramos isto um pilar para o futuro do motociclismo e para a evolução no campo das energias alternativas. Estamos absolutamente confiantes de que a parceria entre a Dorna, Energica e Enel assegurarão que no sector do desporto estaremos a contribuir para o alcance dos objectivos do desenvolvimento sustentável, especialmente no diz respeito a energias limpas e acessíveis», disse Vito Ippolito.

«O nosso contributo para soluções industriais quer em MotoGP, o topo das competições de motos, quer em MotoE, uma excitante nova fronteira no campo das competições motorizadas, permitirá à Enel continuar a explorar a inovação tecnológica no mundo do transporte sustentável. A nossa parceria com a MotoE e MotoGP é por isso um passo natural para a Enel, acrescantandpo à nossa posição de parceiro oficial da Fórmula E», acrescentou Francesco Starace.

A competição terá início em 2019, com cinco provas previstas para essa primeira temporada.