Lamborghini Design 90

Estávamos no ano de 86, do século passado e este foi o que resultou da vontade da Lamborghini fazer uma moto. Há uns dias um dos pouco exemplares existentes ficou por vender num leilão. Tinha um valor de licitação base de cerca de 47.500 euros.

250
Lamborghini Design 90

Se Enzo Ferrari tivesse sido consultado, provavelmente daria a mesma resposta à Lamborghini que deu nos anos 60. Desta vez seria, “continuem dedicados ao carros desportivos que é o que sabem fazer”. Mas tal não aconteceu. Nos anos 80 a Lamborghini decidiu fazer motos, na altura liderada pelos franceses Mimran. Patrick Mimran aproximou-se do especialista em motos de competição francês Boxer Bikes, que desenhou a Lamborghini Design 90. O quadro foi concebido pelo lendário Claude Fior (criador da Fior 500 GP), e os motores eram Kawasaki, com diferentes cilindradas. Ao que se sabe foram encomendadas 50 unidades pela Lamborghini. Muitas fontes falam em que foram apenas produzidas 4 ou 5, outras que este número se aproxima da totalidade da encomenda.

Lamborghini de excepção

Motor e ciclística eram de excepção na altura do seu lançamento. Têm um peso total de cerca de 180 kg para uma potência de 130 cv. As carenagem totalmente fechadas eram de um modernismo extremo na altura, inspiradas nas linhas do Countach. Ao contrário desse, esteticamente o resultado na Design 90 era bastante desequilibrado e agravou-se com o passar dos anos. As linhas são muito próximas da contemporânea Ducati Passo 750, bem mais esguia e com uma beleza especial.
Caso alguém tenha umas dezenas de milhares de euros de sobra e esteja interessado nesta unidade, que é a #2 com um motor de 997 cc, acedam ao site da leiloeira.