Harley-Davidson aventura-se no futuro

A Harley-Davidson está a planear uma revolução no seu futuro.

Harley-Davisdon Pan America
A Harley-Davidson vai aventurar-se com a Pan America num dos segmentos mais competitivos do mercado

A Harley-Davidson traçou objectivos ambiciosos para o seu futuro. A marca americana acaba de anunciar a sua estratégia até 2027.

A estratégia, baptizada de ‘More Roads to Harley-Davidson’ engloba três grandes áreas: novos produtos, a maior aproximação aos clientes e o reforço dos concessionários.

Com a idade média dos seus clientes (nos EUA) a aumentar, aproximando-se dos 50 anos, a marca americana tem feitos tentativas para captar clientela mais jovem. As Sportster Iron, Forty Eight, e a mais recentes Street 750 e Street Rod fazem parte dessa estratégia. Agora a Harley-Davidson aponta também para novos segmentos na sua gama tradicionalmente dominada pelos modelos custom e touring.

Harley-Davisdon LiveWire
A LiveWire deverá chegar ao mercado em 2019 e será a primeira de uma série de motos eléctricas da marca

A eléctrica Live Wire marcou a determinação de avançar para algo diferente do mais tradicional cromado americano. A moto apresentada à imprensa em Junho de 2014 chegará ao mercado apenas em 2019, tal como anunciado em Março. Os modelos eléctricos serão precisamente uma das apostas da H-D. Depois da Live Wire a marca americana prevê lançar mais modelos eléctricos até 2022. O que não é de estranhar, depois de em Março ter anunciado a compra da Alta Motors.

Harley-Davidson eléctrica
A Harley-Davidson prevê mais modelos eléctricos depois do lançamento da LiveWire

Ainda no campo dos novos produtos, a Harley prevê para a sua gama modelos de mais baixa cilindrada, entre 250 e 500 cc. Estes serão destinados ao mercado asiático, especialmente o indiano.

Pan America, a maxi-trail da Harley-Davidson

Igualmente interessante é a intenção de criar uma plataforma modular com motores entre os 500 e 1250 cc. Os primeiros previstos terão o motor maior e serão uma custom, uma streetfighter e uma maxi-trail. Denominada Pan America, a maxi-trail está planeada para 2020 e representará a entrada da marca num dos mais competitivos segmentos da actualidade.

«As acções ousadas que hoje anunciamos alavancam as vastas capacidades e poder competitivo da Harley-Davidson – a nossa excelência no desenvolvimento e fabrico de produto, o apelo global da marca e, claro, a nossa grande rede de concessionários», diz Matthew Levatich, presidente e administrador delegado da Harley-Davidson Inc.

«Esperamos que este plano resulte numa comunidade Harley-Davidson maior e mais diversificada, a par de margens e fluidez de referência na indústria», acrescenta Levatich.

No quer diz respeito à aproximação da marca aos seus clientes, a casa de Milwaukee pretende aumentar a interacção com novas experiências nas suas lojas e tirando partido da presença digital da empresa na internet. Pretende também estabelecer parcerias e alianças com empresas de e-commerce para poder chegar aos potenciais novos clientes. Nessa perspectiva pretende ainda criar lojas mais pequenas em ambiente urbano que servirão de montra da marca para novos clientes.

É por isso que pretende também reforçar os seus concessionários de modo a melhorar a experiência dos seus clientes.