GP da Argentina: Oliveira segundo no primeiro dia

No primeiro dia de treinos do GP da Argentina Miguel Oliveira foi o segundo mais rápido em Moto2.

107
GP da Argentina
Miguel Oliveira

Miguel Oliveira terminou on primeiro dia de treinos livres para o GP da Argentina na segunda posição. Em Termas de Rio Hondo a meteorologia esteve incerta e choveu a meio da segunda sessão.

O piloto português fez o segundo melhor tempo nas duas sessões, terminando nessa posição na tabela combinada. De manhã foi Mattia Pasini o mais rápido, e na segunda sessão, com a chuva, foram poucos os que melhoraram. Alex Marquez foi o mais rápido, mas sem bater o tempo do italiano.

GP da Argentina
Mattias Pasini

Em ambas as sessões Miguel Oliveira passou pelo comando da tabela de tempos, e terminou o dia satisfeito.

«O primeiro dia foi bastante positivo, tivemos uma primeira sessão com o piso completamente seco e estivemos a tentar perceber quais eram as condições do novo asfalto», explicou Miguel Oliveira, referindo-se ao reasfaltamento parcial do circuito. O tapete do traçado foi renovado desde o final do último sector até ao segundo.

«Tivemos uma sessão bastante produtiva, fizemos muitas voltas sempre num bom ritmo. Na segunda sessão esperávamos melhorar um bocado o tempo por volta, perceber também o que a mota precisava; infelizmente começou a chover a metade do treino e não deu para completar o nosso trabalho. Ainda assim foi um dia muito positivo, com sorte pois as previsões meteorológicas eram bastante piores do que aquilo que foi a realidade durante o dia. Amanhã, vamos ver o que o tempo nos reserva, tentar ser rápidos a adaptar a cada condição da pista – pois as condições mudam muito rápido – e tentar, logicamente, ter um bom lugar na grelha de partida para domingo», concluiu.

GP da Argentina
Miguel Oliveira

Francesco Bagnaia, líder do campeonato, terminou com o terceiro melhor tempo. O primeiro dia de treinos na Argentina terminou com os 16 primeiros separados por menos de um segundo.

Moto3 – três Honda, três italianos

Foram os italianos e a Honda que dominaram o primeiro dia de treinos de Moto3 na Argentina. Três pilotos italianos, todos em Honda, ocuparam as três primeiras posições no final do dia.

Ao contrário das Moto2, a segunda sessão de Moto3 foi mais rápida que a primeira, e seria Enea Bastianini a registar o melhor tempo, secundado pelo seu companheiro de equipa Lorenzo Dalla Porta. Atrás dos pilotos da Leopard Racing ficou Toni Arbolino.

GP da Argentina
Enea Bastianini

O dia ficou marcado por um incidente na primeira sessão entre Aron Canet e o rookie Makar Yurchenko. Canet rodava muito mais rápido do que Yurchenko, e numa segunda tentativa de passar por ele, conseguiu a ultrapassagem, mas já no limite. O espanhol acabou por tocar na roda dianteira do cazaque e acabaram ambos no chão. Apesar da manobra parecer demasiado agressiva, ainda por cima tratando-se da primeira sessão de treinos livres, a Direcção de Corrida decidiu não impôr qualquer penalização a Canet.