Felisberto Teixeira recebe Medalha de Mérito Desportivo

867

O nome de Felisberto Teixeira pode não dizer nada às gerações mais novas de motociclistas, mas trata-se de um dos pioneiros da internacionalização da velocidade nacional.

Agora, reconhecendo a importância que o piloto de Vila Meã, Penafiel – embora nascido em Paris -, teve no motocilismo nacional, a Federação de Motociclismo de Portugal confere-lhe a sua mais alta distinção: a Medalha de Mérito Desportivo.

Para além de ter sido um dos nomes destacados da velocidade no Campeoanto Nacional de Velocidade no anos ’90, com a sua carreira intimamente ligada à da equipa Suzuki, não só no CNV, mas também no Mundial de Resistência, foi ainda piloto da equipa da então FNM no Europeu de Velocidade e também no campeonato espanhol, na altura denominado Open Ducados; Felisberto Teixeira participou ainda no Campeonato do Mundo de Supersport (em 1999) e participou em dois Grandes Prémios do Mundial de Velocidade: em 1998 tornou-se no primeiro português – e até agora único – a correr na categoria de 500 cc do Mundial, no GP de Espanha, e dois anos depois participava, de novo como wild card, no GP de Portugal, mas na categoria de 250 cc, com uma moto do Team D’Antin.

Felisberto Teixeira, actualmente com 47 anos, poderá voltar à pista precisamente com uma das suas motos, a Yamaha TZ250 do europeu e do Open Ducados, que actualmente está em exposição nas instalações da FMP, num evento dedicado a este tipo de motos e de pilotos.

Parabéns ao Felisberto, total merecedor desta distinção, e à FMP, por não deixar cair no esquecimento aqueles que contribuiram para a história do motociclismo em Portugal.