Dakar – 6.ª etapa: fotos e declarações

92
Antoine Meo

A despedida do Peru e das suas tortuosas dunas foi molhada, com a caravana a apanhar chuva grande parte da etapa, a caminho da Bolívia. Houve um novo vencedor, o quarto diferente desde o início, e há também um novo líder, também o quarto piloto diferente a assumir o comando deste Dakar: depois de Sam Sunderland, Joan Barreda e Adrien van Beveren, é agora a vez do argentino Kevin Benavides ocupar o 1.º lugar da classificação geral. Agora os pilotos

vão poder desfrutar de um dia de repouso em Las Paz, antes de voltar à acção no sábado, para a 7.ª etapa.

1. Antoine Meo (6.º da geral): «Foi um bom dia. Estou tão contente por ter conseguido a minha primeira vitória deste ano, é fantástico. A etapa foi muito longa e estava muito frio. Tive uma grande batalha com o Toby [Price] durante toda a etapa, mas nos últimos 10 km quilómetros apanhámos muita lama e estava muito escorregadio, por isso sabia que podia fazer um bom tempo. Arrisquei, puxei bem e consegui batê-lo. Amanhã temos um dia de descanso, o que será bom, e depois entraremos na segunda metade do rali.»

2. Kevin Benavides (1.º da geral): «Estou muito orgulhoso, porque é a primeira vez que um piloto argentino lidera o Dakar. Também estou muito contente, porque o objectivo era subir o máximo possível na classificação antes do dia de descanso, por isso não podia estar mais feliz. Estou um pouco cansado, tivemos chuva, lama e pistas rápidas. Mas fui rápido e senti-me confortável em cimna da moto. Agora temos um dia para descansar e preparar a segunda semana.»

3. Toby Price (5.º da geral): «A sexta etapa correu muito bem. Tivemos uma longa manhã com a ligação ainda maior e apanhámos muito frio. A especial correu bem, mas apanhámos chuva sensivelmente a meio e as coisas ficaram escorregadias nalgumas zonas. Consegui o 3.º, e estou contente com isso, mas preciso de tentar recuperar algum tempo para os da frente. Vou desfrutar o dia de descanso amanhã e depois é gás a fundo na semana seguinte e ver o que podemos fazer.»

6. Pablo Quintanilla (8.º da geral): «Hoje foi uma longa etapa, a ligação foi especialmente dura, estava muito frio e molhado nalgumas zonas. A especial foi muito rápida e perigosa devido à muita água. Estou contente com o meu ritmo e para mim era importante terminar entre 5.º e 10.º para ter uma boa posição de partida para a próxima etapa. Perdi apenas um par de minutos para o líder, e isso é bom. A moto hoje estava espectacular e sinto-me bem, por isso estou ansioso pela próxima etapa.»

8. Adrien van Beveren (2.º da geral): «Foi um dia longo, mas conseguimos chegar ao bivouac de La Paz sem problemas. Choveu grande parte do dia e na ligação estava mesmo muito frio. A especial foi muito rápida, sem dificuldades técnicas. O objectivo era não cometer erros de navegação e chegar ao fim com um bom tempo na geral. Estou contente por tê-lo conseguido. Até agora tem corrido tudo bem e estou contente por chegar ao dia de descanso em 2.º. A diferença para o líder é pequena e com mais uma semana de corrida, tudo pode acontecer.»

9. Joan Barreda (4.º da geral): «Hoje tivemos que enfrentar uma etapa com muita chuva desde o primeiro momento, com estradas completamente alagadas. Cai numa poça e fiquei completamente encharcado. Perdi algum tempo a limpar-me porque não conseguia ver nada, mas o pior foi o frio que senti em todo o corpo. Não foi fácil. No final, ter começado da primeira posição e perder apenas três minutos não foi mau.»