Dakar 2018: Rockstar Energy Husqvarna Factory Racing

Rockstar Energy Husqvarna Rally 2018

O 40.º Dakar arranca no dia 6 de Janeiro, no Peru. Ao longo do fim-de-semana iremos apresentar os principais protagonistas.

Outras equipas: Red Bull KTM Rally Factory Racing, Monster Energy Honda Team, Yamalube Yamaha Official Rally Team


A equipa Husqvarna esteve perto de vencer o Dakar no ano passado, mas a própria prova se encarregou de demonstrar, mais uma vez, que é realmente dura e nada está garantido até ao final da última etapa, e que é impossível fazer previsões. É que Pablo Quitanilla chegou a liderar a prova, mas depois abandonou já na 10.ª etapa, com um traumatismo craniano, quando estava em segundo da geral, na luta pela vitória.

Pablo Quintanilla

Agora o chileno chega ao Dakar com o título mundial no bolso conquistado este ano, e motivado para voltar à luta: «Estou realmente ansioso por este Dakar. Foi uma boa temporada para mim, estou realmente motivado para fazer um bom resultado na maior corrida do ano. Todos trabalhámos muito para melhorar em todos os aspectos e estou realmente confiante na minha equipa e naquilo que sou capaz de fazer. Também demos grandes passos em frente com a nova FR 450 Rally. A moto nova é muito mais leve e fácil de pilotar e dá-nos uma grande sensação de segurança quando rodamos rápido», diz Pablo Quintanilla.

Pablo Quintanilla, chileno, 31 anos
Palmarés no Dakar:
2013 – abandono na 3.ª etapa
2014 – abandono na 3.ª etapa
2015 – 4.º (venceu 1 etapa)
2016 – 3.º (venceu 1 etapa)
2017 – abandono na 10.ª etapa (venceu 1 etapa)

 

Andrew Short

Ao seu lado terá o estreante Andrew Short. O americano, tal como Paulo Gonçalves ou Joaquim Rodrigues, vem de uma longa carreira no motocross e supercross, e surpreendentemente foi contratado quase no final do ano pela Husqvarna, apesar da sua inexistente experiência nesta disciplina, para a sua equipa de ralis, e estreou-se imediatamente em Marrocos, onde foi 16.º. A sua experiência prévia em provas semelhantes foi no Sonora Rally, no México, mas que ele confessa ter feito apenas por divertimento. «Estou realmente muito excitado por estar a caminho do meu primeiro Dakar. A equipa deu-me uma espectacular oportunidade para dar um passo em frente na minha carreira e não lhes posso agradecer o suficiente por isso. O Rali de Marrocos foi uma grande experiência de aprendizagem para mim, e desde então não parei de trabalhar. Também tivemos bons dias de testes e treino de navegação, com o Pablo, e foi um ‘estoiro’. Para o meu primeiro Dakar, em Janeiro, o principal objectivo é evitar erros e continuar a melhorar a minha navegação», explica Andrew Short.

Andrew Short, americano, 35 anos
Palmarés no Dakar:
Estreante

2 COMENTÁRIOS

Comments are closed.