Confirmado: Tech 3 com KTM a partir de 2019

A KTM confirmou hoje a sua cooperação com a Tech 3 de Hervé Poncharal, em MotoGP, a partir de 2019.

144
KTM RC16 Box MotoGP Phillip Island

Depois dos rumores chega agora a confirmação oficial: a Tech 3 vai ter motos KTM a partir de 2019.

Hervé Poncharal anunciou a 22 de Fevereiro que ia acabar uma relação de duas décadas com a Yamaha. O anúncio levantou várias questões, nomeadamente quem lhe iria fornecer motos a partir do final desta temporada.

Os rumores mais fortes apontavam para a KTM, e estes vieram confirmar-se, com o anúncio oficial feito hoje pelo construtor austríaco.

Quatro KTM em MotoGP

Com esta cooperação com a equipa francesa, a KTM reforça a sua aposta em MotoGP, passando a ter quatro motos na grelha de partida. Embora o comunicado não fale em pormenores, Hervé Poncharal garantiu no sábado passado ao site oficial do campeonato que as suas motos serão iguais às da equipa de fábrica.

«Estamos muito felizes por juntar forças com a Tech 3 em MotoGP a partir de 2019. A equipa tem muito anos de experiência e alcançou grandes resultados neste campeonato», diz Pit Beirer, director da KTM Motorsport. «A sua estrutura profissional vai tornar-nos ainda mais fortes. Ter quatro KTM RC16 na grelha será também um grande passo para nós, quer no desenvolvimento da nossa moto de MotoGP, quer na expansão da estrutura no paddock. Desde a Red Bull Rookies Cup até às MotoGP há um claro caminho para o topo. Estamos ansiosos por começar uma grande cooperação e agradeço ao Hervé Poncharal pela confiança futura na KTM», conclui Beirer.

Pit Beirer KTM Motorsport
Pit Beirer, director desportivo da KTM

Tech 3 com estatuto desejado

Com esta parceria Hervé Poncharal alcança um estatuto que nunca conseguiu com a Yamaha. «Sempre tentámos ser a equipa ‘oficial junior’, mas isso nunca aconteceu», disse o francês no sábado, sem poder referir-se ainda à KTM. «Temos um contrato de três anos. Em 2019 teremos a moto com especificações de 2019; serão quatro motos na grelha com as mesmas especificações, as da equipa de fábrica e as da Tech 3. O mesmo acontecerá em 2020 e 2021, que foi algo que sempre quis e procurei», explicou Poncharal.

O francês parece ter deixado a Yamaha algo amargurado: «Este construtor está envolvido em Moto2 e Moto3, há um caminho claro. Jovens pilotos que chegam ao campeonato passam pelas Moto3 e Moto2, e depois vão para MotoGP com a equipa Junior; e depois, se forem suficientemente bons, acabarão por chegar à equipa oficial. Isto é ser parte de uma família e vocês sabem o que a família representa para mim», diz. E conclui: «Mesmo que a moto esteja abaixo das prestações daquela que temos agora, há espaço para melhorar, desenvolver, partilhar ideias em como tornar o conjunto melhor. E pelo menos ser parte do projecto e ter pessoas a ouvir-nos, tentando crescer juntos. Era exactamente isso que eu procurava».

Resta saber se esta cooperação irá além das MotoGP, uma vez que quer a KTM quer a Tech 3 estão envolvidas na categoria Moto2, e também quem serão os pilotos. E falta perceber também se a Tech 3 manterá o seu principal patrocinador, concorrente do da equipa oficial KTM.

Hervé Poncharal Tech 3 MotoGP
Hervé Poncharal